Eleagah

Convicção

Convicção

Por saberes que nunca serás minha
permites que entre nós, timidamente,
vacile a intimidade reticente
que haveria entre súdito e rainha.

Não que saibas. Serias adivinha
se soubesses que te amo loucamente.
Já me tomas até por confidente
por saberes que nunca serás minha.

E não que eu pense mal de ti, pois vivo
a imaginar-te um cisne pensativo
sob a vivacidade de andorinha.

Mas, quando ris olhando-me de frente,
parece-me que ris unicamente
por saberes que nunca serás minha!

Giuseppe Ghiaroni

Soneto do livro "O DIA DA EXISTÊNCIA"

Um beijo

Foste o beijo melhor da minha vida,
ou talvez o pior...Glória e tormento,
contigo à luz subi do firmamento,
contigo fui pela infernal descida!

Morreste, e o meu desejo não te olvida:
queimas-me o sangue, enches-me o pensamento,
e do teu gosto amargo me alimento,
e rolo-te na boca malferida.

Beijo extremo, meu prêmio e meu castigo,
batismo e extrema-unção, naquele instante
por que, feliz, eu não morri contigo?

Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto,
beijo divino! e anseio delirante,
na perpétua saudade de um minuto...

Olavo Bilac

Eu te daria tudo

Eu te daria tudo, porque és linda
e a ternura é doçura em tua face.
Eu te daria a lua, o sol que nasce,
a luz que brilha e o espaço que não finda.

Eu te daria a calma, que é bem vinda,
se ainda um vago otimismo me acalmasse.
Eu te daria o sonho, se sonhasse,
como a esperança, se esperasse ainda!

Mas como os universos são de Deus
e os sonhos e a esperança não são meus,
dou-te estes versos de expressão sentida.

Mas eu dou-te estes versos sem beleza,
como a esvair-me em ritmos de tristeza;
e nestes versos, dou-te a minha vida!

Giuseppe Ghiaroni

Impressione-me!

Impressione-me!

Mostre-me a sua disposição em servir.
Conte histórias para quem perdeu a própria,
visite quem não espera mais ninguém,
segure na mão de quem está com medo,
fale de amor para quem foi esquecido.

Impressione-me!
Faça valer um direito de todos,
pense no coletivo, não seja mesquinho.
Jogue o lixo no lixo, ande mais a pé,
cuide do parque, plante uma árvore,
leve esperança, desperte a fé.
Não deixe rastros de imundice na praia,
nem da intolerância no trânsito,
porque o mal, facilmente se espalha.
Seja civilizado em todo e qualquer lugar.

Impressione-me!
Guarde a língua na boca, emudeça!
Se é para falar dos outros, que sejam elogios.
Se é para falar de você, seja humilde,
se é para falar de amor, que seja um gesto amoroso.
Se é para ler o Evangelho, é bom praticá-lo.
Menos sermão, mais ação!

Impressione-me!
Guarda a reclamação vazia, lute mais um pouco.
Descanse na hora certa, leia um bom livro.
Fale mais com seus filhos, amigos ou irmãos.
Não se isole, não se ausente, não invente.
O mundo é cercado de energias que nem sempre vemos,
mas sentimos e nós mesmos.

Por isso, agarre-se ao amor sem limites.
Como quem se agarra a um pedaço de madeira em alto-mar.
Ainda que seja pequeno, ele te sustentará,
você vai sobreviver, não se afogará.
Porque o amor tudo pode, tudo permite, tudo transforma.

Por isso, impressione-me de verdade.
Mesmo com dor e pesar,
nunca deixe de amar.

Paulo Roberto Gaefke

Quero voltar ao teu rio

Quero voltar ao teu rio
Quero viver e ser água,
Chorar e sentir mágoa
Fugir de mim para a rua
Minha luz triste, apago-a
Para fazer feliz a tua!
E ser calor, ser montanha
Sofrer de dor tão tamanha
Que no amor nunca se ganha
E eu ainda te quero nua
Sempre esta vontade estranha
De querer ser a tua rua,
De caminhar-te até à lua
Pelas pedras da tua alma
Espera amor na maré calma
Que esta dor não será tua!

Quero estar na tua imagem
Poder ser a tua margem
Ser pássaro, a tua paz
Tua prisão, teu Alcatraz
Quero entrar pelo teu rio
Preencher o teu vazio
Desejar ter-te com cio
Como um sonho de rapaz
Quero aquecer o teu frio
Ser a vela e o pavio
Ser a pedra e ser o fio
Ser tempo que aqui jaz
E em teu Porto, ser navio!
Quero voltar ao teu rio

Quero molhar o teu corpo
Queimar-te a pele no estio
Ocupar-te o coração vazio
E voltar a ser corrente
Voltar à mente dormente
Que o amor é tão somente
A razão da vida da gente
Ao lançar à terra a semente
Quero antes morrer de paixão
Que chorar o amor perdido.
Pois pra que serve o coração
Se o amor não for vivido?

Diogo Alves

ads

2019  Mensagens, Versos e Poesias   globbers joomla templates